Sobre os Kappas - Lendas e contos japoneses

Lembrando que o World Eldarya está sem postadores, então caso alguém esteja interessado é só entrar em contato pela página clicando aqui.


Olá a todos! Quanto tempo não é mesmo?
Passei aqui para compartilhar com vocês esse post, que achei super interessante! 
É sobre os kappas, espécie de nosso querido Elliot! Espero que gostem :3

O Kappa (filho do rio), é um yōkai do folclore japonês. Ele pode ser tanto benéfico quanto maléfico e os japoneses acreditam que há algumas maneiras de se proteger contra um kappa maldoso.

Uma origem para os Kappas pode ser a de que eles sejam os fantasmas de pessoas afogadas. Ou seja, qualquer lagoa ou rio pode ter um. Eles possuem imensa força e podem facilmente dominar um humano. A fonte deste poder vem da água que os Kappas tem em sua cabeça, então quando se é esvaziada essa água eles perdem esse poder. 


Para esvaziar água do Kappa, deve-se ao encontra-lo, curvar-se como uma forma de cumprimento, e como este cumprimento é uma cortesia, o Kappa vai se sentir obrigado e fazendo isso várias vezes, a água vai se esvaziar, então ele será obrigado a voltar ao seu lar aquatico. 
Outra forma de se proteger de Kappas é dar-lhes pepinos, pois pepinos são seu alimento predileto. Dizia-se que riscar o nome de familiares na casca de pepinos e depois joga-los no lar do Kappa, protege essas pessoa contra os kappas, que, ao aceitarem os pepinos para comer, ficam moralmente obrigados a não fazer mal a essas pessoas.

Kappa são geralmente vistos como instigadores perniciosos, suas ações podem variar de pequenas travessuras relativamente inocentes a ações mortais.  O Kappa tem os gostos como o de um vampiro, ataca as pessoas quando se banham em lagos ou rios, sugando-lhes o sangue. Diz a lenda que, em algumas regiões do Japão, ele faz duas vítimas por ano. Quando estas saem da água mostram a pele empalidecida e vão definhando aos poucos até falecerem.


Essas criaturas adoram passagens de gás, a qual sempre os deixa com odor de peixe. Maliciosos, também podem tentar olhar por baixo dos quimonos das mulheres, e nadar para baixo dos encanamentos a fim de golpear as nádegas das pessoas enquanto defecam. Assim como, mostrando o seu lado mais cruel, também podem tentar dominar uma pessoa ou animal para afogá-los.

Um dos maiores prazeres do Kappa é desafiar os seres humanos para um confronto. Eles desafiam transeuntes para jogos como “Puxe-meu-dedo” e luta de sumô. Caso a vitória seja do yokai, ele geralmente afoga e devora o perdedor. Embora ele seja temível e briguento, é também extremamente educado, e sabendo tirar proveito dessa qualidade oportuna, poder-se-á ter uma chance de escapar da morte ao ser desafiado por ele. 

Quem receber um desafio do Kappa, deve se curvar profundamente diante dele, que por sua vez sentirá o dever de retribuir inclinando-se cortesmente, e ao fazê-lo, o líquido que é a fonte de sua força, escorrerá do orifício de seu crânio, deixando-o fraco. Então, ao desafiado cabe fugir o mais rápido possível, pois a fraqueza do Kappa é momentânea e o fluído se regenera ao simples contato com a água. Mas, mesmo estando fraco, querer derrotar a criatura pode ser um desastre, pois dizem que o Kappa é indestrutível.

Um conto fala de um samurai que aceitou o pedido de um kappa para um cabo-de-guerra. Felizmente, enganando o youkai, o guerreiro usou um cavalo para puxar em seu lugar. O demônio caiu, derramando o conteúdo de sua cabeça no chão. Então fraco demais para fugir, o kappa prometeu ensinar ao samurai seu conhecimento sobre massagem, caso pudesse ser liberado.

Os Kappas são muito bem informados sobre assuntos de irrigação e medicina, a lenda diz que eles ensinaram a arte de configuração óssea para a humanidade. Podem restaurar seus ossos se forem quebrados em questão de minutos, e se parte de seu corpo for arrancada, ele pode prendê-la, unindo seus ossos e carne ao corpo, regenerando-se rapidamente. Em algumas lendas, conta-se que ele pode fazer crescer seus membros novamente.

Lendas
A lenda “A Criança do Rio”, conta que os japoneses aprenderam a curar fraturas com um Kappa, que ofereceu seus conhecimentos em troca do seu braço que fora amputado por aldeões em um Vilarejo. Ele pediu aos moradores que trouxessem seu membro de volta, a comunidade então forçou o kappa a assinar um contrato em troca do braço perdido. A partir de então, o kappa passou a entregar um monte de peixes para a aldeia e advertir outros kappas para não passarem próximo ao povoado…


A Criança do Rio
Nas cidades da província de Shimane, os aldeões se referem ao Kappa como Kawako “A criança do Rio”. Existe um pequeno vilarejo na cidade de Matsue, onde às margens de um rio, foi erguido um pequeno templo conhecido como Kawako-no-miya,“Templo do Kawako”, que dizem conter um documento assinado pelo próprio Kappa.

Em tempos idos, um Kawako (Kappa) que morava no rio de um vilarejo próximo a cidade de Matsue, adquirira o mau hábito de matar muitos habitantes das vizinhanças, inclusive seus animais domésticos. Em certa ocasião, um cavalo foi até o rio beber água, e o Kawako, tentando capturá-lo, avançou rapidamente para abocanhar seu dorso. Devido a estatura do cavalo, bem maior ao do Kawako, este acabou quebrando o pescoço, mas apesar da dor que sentia, recusou-se a soltar o animal. O cavalo ficou apavorado e empinou logo em seguida, saltou para a outra margem do rio, pulou a ribanceira e correu para o campo, sempre com o Kawako agarrado à sua crina.

Do outro lado do campo, o dono do cavalo viu aquela cena inusitada e, juntamente com outros camponeses, foi ao encalço da estranha dupla conseguindo capturá-los. Seguraram fortemente a Criança do Rio, “Vamos matar esta terrível criatura”, disseram, “pois está provado que cometeu muitos crimes hediondos e faremos bem de nos livrarmos de tão temível monstro”. “Não”, replicou o dono do cavalo, “não vamos matá-lo. Vamos fazê-lo jurar que nunca mais matará nenhum dos habitantes da vila, nem seus animais”.

Dado o fato, foi redigido um documento no qual o Kawako foi convidado a ler e assinar. “Não sei escrever”, disse a criatura arrependida, “mas posso mergulhar minha mão na tinta e a colocar sobre o documento, como prova do meu arrependimento e da minha palavra”.

Depois do acordo firmado, o Kawako foi liberado e autorizado a voltar para o rio, mantendo-se a partir desse dia, fiel à sua promessa.

Curiosidades
  • Essa ligação lendária entre kappas e pepinos tornou-se um elemento tão arraigado na cultura japonesa que o sushi recheado com pepino é hoje é chamado de kappa maki.
Kappa Maki (sushi com pepino)

  • Lombre, Psyduck e Golduck são Pokémons inspirados nos kappas.

  • Um Kappa também pode ser enganado a ajudar as pessoas, sendo que seu profundo senso de decoro, por exemplo, não lhes permitirá quebrar um juramento. Devido a estes aspectos benevolentes, alguns santuários são dedicados à adoração do kappa.
Resultado de imagem para santuário kappa

Fim do post! É isso pessoal, espero que tenham gostado!

4 comentários:

  1. Eu já sabia da lenda deles por causa dos animes, mas nunca me aprofundei muito xD
    Ah o serve BR de Eldarya já está com pré-inscrição e já há data de estreia <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, em vários animes eles aparecem bastante :3
      Obrigado!

      Excluir
  2. Olá boa noite !
    Gostaria de saber se posso pegar informações daqui e postar em uma pg no face ? Dando créditos a vocês em tudo claro!
    Vocês explicam tudo sobre o jogo, amei. Estão de parabéns !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Se possível deixe o link também ^-^

      Excluir

Regrinhas:

1. LEIA TUDO antes de comentar alguma coisa.
2. O respeito mútuo é importante, não é permitido ofensas e brigas de qualquer tipo, seja para os dois lados (leitores e administrações).
3. É proibido spam ou flood.
4. Sempre aceitamos sugestões ou atualizações de postagens antigas ou recentes.
5. Se os seus créditos não estão aqui ou em qualquer outra parte do blog, nos avise imediatamente.
6. Não hesite em perguntar se tiver dúvidas. Estamos aqui para ajudar!
POR FAVOR, PARA AJUDARMOS NÃO MANDE A MESMA MENSAGEM MAIS DE UMA VEZ.